Cromoterapia

Cromoterapia

CROMOTERAPIA

No Egito Antigo a cromoterapia foi usada com o objetivo de harmonizar o corpo, havendo relatos arqueológicos de uso da luz solar com passagens em cristais em templos egípcios. Foi encontrado por Georg Ebers em um papiro médico a terapia das cores. Na Grécia, Hipócrates, o pai da medicina, prescrevia Helioterapia que consistia em tratamento pela luz solar. No século XVII, Isaac Newton descobriu as cores do arco-íris ao passar a luz solar por um prisma. Por 40 anos Johann Wolfgang von Goethe pesquisou a ação das cores no organismo humano, e em 1810 publicou o livro Teoria das Cores. Esta terapia consta na relação das principais terapias alternativas reconhecidas pela OMS (Organização Mundial de Saúde) em 1976, de acordo com a Conferência Internacional de Atendimentos Primários em Saúde de 1962, em Alma-Ata, do Cazaquistão.

A cromoterapia é um tratamento alternativo que usa a frequência de onda das cores para harmonizar os centros de força, também denominados de chacras que estão presentes no duplo etérico das pessoas.
O duplo etérico é o veículo pelo qual fluem as correntes vitais e energéticas do corpo astral para o corpo físico do indivíduo, como se fosse uma massa de neblina que interpenetra a parte densa do corpo físico. Cada partícula física possui sua contraparte etérica, sendo uma réplica perfeita da forma física, por isso a expressão “duplo etérico”.

Os chacras são pontos de conexão pelos quais flui a energia para o corpo físico. Na literatura indiana os chacras são chamados de lótus por se assemelharem a flor, e possuírem uma raiz e caule que os ligam energeticamente à coluna vertebral e ao sistema nervoso.

Fonte: Livro “Os Chacras”, de C.W. Leadbeater

Em uma pessoa saudável as cores, formas e ritmos dos chacras estão em equilíbrio, já em um indivíduo doente estes padrões estarão alterados. O estado geral do corpo físico será determinado pela velocidade, harmonia e ritmo do fluxo de energia dos chacras, e qualquer obstrução que possa alterar estes padrões poderá resultar em perda de vitalidade ou doença.

São sete os chacras principais assim como também são sete as cores usadas no tratamento de cromoterapia. Cada cor possui uma ação em um determinado chacra.

Os chacras são: básico ou fundamental, esplênico, umbilical ou solar, cardíaco, laríngeo, frontal e coronário. Cada um destes chacras está vinculado a uma glândula no corpo físico, portanto a cromoterapia irá harmonizar estes chacras para fluir melhor as energias que irão estimular estas glândulas reguladoras do metabolismo físico, como exemplo o chacra laríngeo que corresponde a glândula tireoide.

A Casa de Apoio ao Paciente Oncológico (CAPO) Bezerra de Menezes visando uma abordagem integral do indivíduo, atuará na parte espiritual através das terapias como palestras evangelizadoras, passes magnéticos, água fluidificada, fluidoterapia e desobsessão, e na parte energética através da cromoterapia e outras terapias complementares.

Allan Kardec, o codificador do espiritismo, sempre nos estimulou a sermos livre pensadores e evitarmos a criação de dogmas, que são pontos fundamentais e inquestionáveis criados por uma crença religiosa. O espiritismo caminha ao lado da ciência, e para aceitarmos novidade oriunda do exterior doutrinário e assimilá-la ao Espiritismo, esta novidade não poderia mais ser considerada utopia, mas sim, ter chegado ao status de teoria consolidada, conforme é destacado em A Gênese:

“O Espiritismo, pois, não estabelece como princípio absoluto senão o que se acha evidentemente demonstrado, ou o que ressalta logicamente da observação. […] assimilará sempre todas as doutrinas progressivas, de qualquer ordem que sejam, desde que hajam assumido o estado de verdades práticas e abandonado o domínio da utopia, sem o que ele se suicidaria. Deixando de ser o que é, mentiria à sua origem e ao seu fim providencial. Caminhando de par com o progresso, o Espiritismo jamais será ultrapassado, porque, se novas descobertas lhe demostrassem estar em erro acerca de um ponto qualquer, ele se modificaria nesse ponto. Se uma verdade nova se revelar, ele a aceitará”.

A nossa mente ou corpo mental que origina os nossos pensamentos, é uma potente usina geradora de energias diversas que diariamente irão transitar pelo nosso corpo físico favorecendo ou obstruindo o fluxo energético dos nossos chacras. Esta é a grandeza do conselho de Jesus quando nos disse “Orai e Vigiai”, pois quando vigiamos os nossos pensamentos, mantemos os nossos sentimentos equilibrados, e a oração é a forma de nos ligarmos à Deus, ser supremo do Universo, e nos voltarmos para o amor incondicional, sentimento que cura todas as mazelas do espírito.

Critérios para participar da cromoterapia no CAPO Bezerra de Menezes

Ter a ficha preenchida e receber o cartão de atendimento.

O preenchimento da ficha de atendimento é realizado nas terças feiras às 19 hs no CAPO

A duração do tratamento é constituída de 8 semanas, sendo 3 palestras e 5 aplicações.

É obrigatório assistir inicialmente 3 palestras consecutivas no CAPO para depois começar o tratamento na sala de cromoterapia. Isto visa harmonizar o indivíduo e sensibilizar seus fluxos energéticos para maior desempenho da cromoterapia.

Será realizada aplicação de cromoterapia semanalmente, no total de 5 semanas, depois deste período o indivíduo terá alta. Casos especiais passarão por nova avaliação.

Chegar às 19:00 horas para pegar senha e ficar até o final da palestra e passes, que complementará o tratamento de cromoterapia.

O indivíduo não poderá escolher a sala ou aplicador para a cromoterapia. Serão chamados na sequência que chegarem e conforme forem surgindo as vagas nas salas.

Caso o indivíduo falte a uma sessão de cromoterapia, deverá assistir novamente as 3 palestras consecutivas para depois reiniciar o tratamento.

(Observação: casos excepcionais serão analisados)

Elaborado pela Equipe Capo Bezerra de Menezes